Portfólio na Educação Infantil. Ou seria processofólio?

portfólio na educação infantil
sobre O Portfólio na Educação Infantil

O portfólio na educação infantil já é um instrumento conhecido e bastante utilizado para acompanhamento, avaliação ou quando se trabalha com a Pedagogia dos Projetos.

Com o objetivo de documentar e observar todo um mapeamento dos saberes e aprendizagens da criança, também permite ao professor analisar qualitativamente o que, como e quando as crianças aprenderam (ou não aprenderam) sobre um determinado tema trabalhado, como por exemplo de um projeto, bem como seu desenvolvimento motor, visual, cognitivo, etc.

O conceito de portfólio traz sempre a idéia de “o melhor”, como por exemplo o portfólio de um artista visual são as fotos e processos das suas melhores obras, o portfólio de um designer gráfico apresenta suas melhores peças de uma marca ou campanha publicitária, da mesma forma que o portfólio de uma modelo é representado pelo seu Book, o qual contém suas melhores fotos.

Na educação infantil, geralmente o portfólio é montado em uma pasta, e normalmente apresenta também os melhores resultados (produtos?!?!) elaborados pela criança. E esta pasta é posteriormente apresentada aos gestores e principalmente ao pais, que se encantam com as produções dos filhos.

Porém, sabemos que aquela pasta contém e representa apenas “o melhor”, o final, o “produto escolhido”  e não todo o PROCESSO que a criança passou para chegar até lá.

O processofólio como alternativa complementar do portfólio na educação infantil

Na realidade seria muito mais interessante utilizarmos o conceito de Howard Gardner – autor da Teoria das Inteligências Múltiplas (1994), que apresenta o PROCESSOFÓLIO como instrumento de registro de TODO o processo e não apenas o resultado melhor.

O processofólio também seria uma pasta, porém nela colocaríamos o primeiro desenho, aquele que não ficou bom, o produto que não deu certo, o rascunho, a folha que iríamos jogar fora e todo material desenvolvido e criado até a criança chegar naquele produto final (o seu melhor) que normalmente é colocado no portfólio.

portfólio na educação infantil

Desta forma, podemos analisar etapa a etapa de como a criança se desenvolveu, qual foi seu processo, suas dificuldades, suas incertezas, seus erros, bem como seus acertos, certezas, descobertas e aprendizagens até chegar ao seu “melhor”.

As vantagens do processofólio comparadas ao portfólio na educação Infantil

O professor certamente poderia melhor avaliar (qualitativamente) a evolução desta criança, detectando seus pontos de maior e de menor dificuldades na aprendizagem sobre um determinado tema trabalhado, e com isto atuar de forma mais assertiva, exatamente nas necessidades específicas, de reforço, para cada criança.

Enquanto pai, sempre olhei para as pastas dos meus filhos e me questionei sobre o quanto eles tiveram ou não de dificuldades para criar aqueles produtos tão lindamente apresentados em seus portfólios.

Mais do que um instrumento que realmente expressa os caminhos percorridos pela criança, o processofólio me parece ser mais adequado para avaliarmos nossos alunos e apresentarmos uma pasta mais fidedigna aos pais.

A questão fica em respondermos: Devemos apresentar apenas o resultado final, bonito e perfeito ou toda trajetória que a criança percorreu para chegar até lá?

A resposta é uma questão de escolha e de crença de cada educador…..

Você também poderá ver o mesmo tema apresentado em vídeo, clicando na imagem a seguir:

Portfólio educação infantil

Prof. Dr. Nilbo Nogueira

Blog: www.nilbonogueira.com.br

e-mail: nilbo@nilbonogueira.com.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *