Quem cuida das competências DO PROFESSOR para BNCC?

Competências professores para BNCC
Como ficaM as competências do professor para BNCC?

Particularmente não tenho muito a questionar sobre a necessidade de os alunos desenvolverem as competências definidas pela BNCC, porém, meu incômodo e questionamento refere-se a quem cuidará das 10 competências do professor para BNCC.

Como estruturar o currículo da escola, reelaborar o PPP e planejar estratégias se não forem desenvolvidas  todas as 10 competências do professor para BNCC?

Vamos analisar alguma delas para efeito de exemplificação.

Competência 5 – Cultura Digital.

O que: Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais  de forma critica, significativa e ética.

Para que: Comunicar-se, acessar e produzir informações e conhecimentos , resolver problemas e exercer o protagonismo e autoria.

Quantos de nós professores produzimos informações e conhecimentos nos meios digitais?

Além de trocar algumas poucas informações nas redes sociais, o que fazemos em termos de autoria? Que protagonismos exercemos na cultura digital?

É certo que a maioria de nós possuímos um perfil no Facebook, no Instagran e alguns poucos no Twiter.

Nos rendermos e criarmos perfis nas redes sociais, porém só isso não nos faz um protagonistas da cultura digital.

Além de curtir e compartilhar noticias nas redes sociais, como estamos exercendo nossa criticidade? Como verificamos se o que compartilhamos é realmente verdadeiro diante de centenas de Fake News?

Para mediarmos situações em que nossos alunos exerçam autoria e protagonismo, obviamente precisamos exercitar isso antes. Ninguém ensina aquilo que não sabe.

Competência 8 – Autoconhecimento e autocuidado.

O que: Conhecer-se, compreender-se na diversidade humana e apreciar-se.

Para que: Cuidar da sua saúde física e emocional, reconhecendo suas emoções e a dos outros, com autocrítica e capacidade de lidar com elas.

Aqui quero enfatizar mais a questão da emoção, do equilíbrio emocional e da inteligência emocional.

Até que ponto temos este equilíbrio emocional desenvolvido para atuarmos como preparador emocional dos nossos alunos?

Não tivemos, pelo menos formalmente, em nossa formação os caminhos para desenvolvermos nossa inteligência emocional. Porém, hoje precisamos tê-la, muito bem desenvolvida para fornecermos recursos em que nossos alunos a desenvolva.

socioemocionais BNCC

Com uma sobrecarga de trabalho elevada, alunos sem limites, vivenciando cada dia mais alunos com necessidades especiais em nossa sala de aula, o desinteresse da família na educação dos seus filhos e tantos outros problemas profissionais e pessoais, como afirmar que temos um equilíbrio emocional?

Creio que de todas as 10 competências da BNCC esta seja a de maior dificuldade de se colocar em prática.

Leia também: Habilidades socioemocionais na BNCC 

Capacitação e desenvolvimento das competências do professor para BNCC

Nas demais competências da BNCC, se recebermos uma capacitação adequada, temos total capacidade de entende-las, conhecê-las e praticá-las. Porém, nosso equilíbrio emocional não ocorrerá tão facilmente apenas ao fazermos um curso rápido.

Competência professores para BNCC

 

Possuir os cinco domínios  mencionados por Golleman (1955) necessários para o desenvolvermos nossa inteligência emocional (conhecer nossas emoções, administrá-las, praticar a empatia, não perder nossas motivações e se relacionar plenamente) são habilidades desenvolvidas ao longo de nossa vida e não conquistadas, logo em seguida, após assistirmos um curso ou palestra sobre este tema.

Diante apenas destes dois exemplos, podemos perceber que precisamos desenvolver as 10 competências primeiro em nós mesmos.

Quem vai mediar o desenvolvimento destas competência em nós?

Vocês acreditam que apenas ao ler as 470 páginas do documento oficial da BNCC tudo estará resolvido?

Claro que não!!

Acredito em nossa competência de planejarmos, adaptarmos novos currículos, elaborarmos atividades práticas, mas me preocupo se realmente auxiliaremos no desenvolvimento dessas 10 competências em nossos alunos, sendo que algumas nem nós possuímos.

Reconheço os esforços das escolas públicas e particulares que estão se mobilizando em prol de se adequar para o ano letivo de 2019. Porém, quero esperar para ver mais de perto, na prática tudo isso acontecendo.

Ainda tenho dúvidas de que sem uma capacitação adequada dos professores, sem um assessoramento mais próximo, analisando erros e acertos, desviando rotas, atendendo necessidades específicas de grupos de professores, etc. conseguiremos formar o cidadão integral almejado.

Parece que estamos esquecendo, mais uma vez, o ator principal – professor, o qual possui garra, interesse, boa vontade, mas como qualquer sujeito, enfrenta suas limitações e dentre elas algumas das 10 competências (BNCC) que terá que trabalhar com seus alunos em sala de aula.

Novamente insisto em afirma que ninguém dá aquilo que não possui!!

Prof. Dr. Nilbo Nogueira

Compartilhe agora este post em suas redes sociais e mostre aos seu seguidores o que você já leu.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *